À conversa com… Rodrigo Esteves

Periodicamente vamos entrevistar alguns jogadores/jogadoras entre os vários escalões. Desta vez, o atleta entrevistado foi o Rodrigo Esteves (Sen M). Estas foram as suas respostas:

ACC_3248_ConvNome: Rodrigo Afonso Macedo Esteves
Escalão: Sénior M
Data de nascimento: 07/04/1998

– Há quanto tempo praticas basquetebol?
12 anos

– Quais os teus ídolos no Basquetebol?
Carolina Bernardeco e Pedro Esteves

– Qual foi o teu momento mais feliz enquanto jogador de basquetebol? E Qual o mais difícil?
Para mim não há “o momento mais feliz” mas sim “os”, sempre que entro num campo para jogar sinto-me super feliz porque gosto de fazer aquilo, bem ou mal faço o que gosto junto de pessoas que igualmente amam o desporto. Não posso dizer que tenha tido momentos difíceis, mas os poucos que tive ultrapassei e, no fim, olhei para trás e fiquei orgulhoso porque me superei…

– Que mensagem gostavas de transmitir à tua equipa?
Ganhemos ou percamos, está tudo em nós. Quem decide qual é o rumo que o jogo vai ter somos nós, não é o treinador, os árbitros, o público, não, somos nós. E enquanto nos desculparmos que os outros são isto e aquilo não vamos melhorar, porque queixarmos-nos deixa-nos 0% mais próximos dos objectivos.

– Define dentro do contexto basquetebolístico “espírito de equipa”?
Colegas de equipa que não são só colegas, são amigos. Quando isto acontece, há espírito de equipa.

– Qual é a tua opinião relativamente à conciliação entre as vertentes treino/jogo e o rendimento escolar?
Há tempo para tudo, é verdade que muitas vezes é difícil, mas temos que saber conciliar tudo. Se quisermos ter boas notas e jogar ao mesmo tempo é possível, mas temos que nos esforçar, mas quem esforça alcança. É uma luta, mas há lutas que valem a pena.